Rua Floriano Peixoto, 300
Centro - Blumenau - SC
47. 3321-1000
Busca no site

Portal de novidades
Santa Isabel

7 de abril de 2017

Entenda a Depressão

O que é Depressão

A depressão é uma resposta química do cérebro ao enfrentar situações de estresse intenso, podendo também ocorrer em consequência de características genéticas, ou mesmo como consequência do abuso de substâncias tóxicas como álcool e drogas, fatores psicológicos, biológicos e sociais também podem ser a causa da depressão.

            Exemplos de fatores desencadeantes da Depressão:

  • A morte de alguém querido;

  • Vítima de crime (assalto, sequestro, abuso sexual, violência moral…);

  • Mãe e pai com depressão diagnosticado, há possibilidade;

  • Cirurgia inesperada (cardíaca, neurológica, amputação…);

  • Diagnóstico de doença grave (câncer, HIV, doenças crônicas em geral…);

  • Perda de emprego;

  • Separação;

  • Mudança de cidade;

  • Mudança na rotina da família (depressão pós-parto, Alzheimer, demências em geral…)

  • Uso de substâncias químicas (álcool, drogas, cigarro, automedicação);

  • Nas crianças mudança de escola, turma, bullying, separação dos pais, brigas em família…;

  • Entre outros a serem levantados no início do tratamento.

 

            Os sintomas da depressão são percebidos em pessoas de todas as idades, inclusive crianças. Não se distingue entre sexo, cor, credo, raça, cultura e classe social.

            Do contrário do que muita gente pensa, a Depressão não é uma doença de pessoas desocupadas, manhosas, com o intuito de chamar a atenção. É uma doença séria, afasta muitas pessoas do ambiente de trabalho (mais de 75 mil em 2016 no Brasil), elevando a morte e deve ser tratada por profissionais habilitados.

            A tristeza nem sempre é depressão. Se permitir ficar triste e chorar, de vez em quando é normal.

 

 Sintomas da Depressão

  •  Sentimentos de inutilidade e inferioridade;

  • Sentimento de culpa;

  • Tristeza;

  • Isolamento;

  • Sensação de vazio;

  • Fadiga persistente sem esforço físico, mesmo nas tarefas mais leves;

  • Alteração Psicomotora;

  • Dores crônicas sem causas definidas;

  • Alteração do sono e apetite (falta ou excesso);

  • Sem interesse em atividade que antes davam prazer;

  • Apatia;

  • Desmotivado;

  • Ideias de morte;

  • Suicídio.

 Taxada de mau do século, a Depressão é responsável por retirar do mercado de trabalho milhares de profissionais todos os anos, no Brasil é a segunda causa de afastamento do trabalho, ficando atrás das lesões por esforço repetitivo (LER/DORT). Entre os motivos pessoais, encontram-se também conflitos no próprio ambiente de trabalho.

            Entre 2009 e 2015 quase 97 mil pessoas foram aposentadas por invalidez em razão dos transtornos mentais e comportamentais, com destaque para depressão. Representando hoje, uma conta de R$ 113,3 milhões anuais aos cofres públicos.

            A Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta que até 2020 a Depressão será a doença mais incapacitante do mundo.

 

Tratamento

            Na maioria das vezes quem se sente deprimido também sente vergonha, sentindo-se inadequado para a vida e para a sociedade, tem pensamentos negativos e catastróficos sobre a vida. Passam por momentos de medo e de rejeição.

            O tratamento envolve psicoterapia e alguns casos acompanhamento psiquiátrico com medicação.

            Para melhores resultados o apoio da família/amigos é essencial, pois o depressivo não consegue controlar seus pensamentos e emoções. É muito importante o incentivo da família ou amigos.

            Assim como outros transtornos, o tratamento da Depressão leva tempo e é necessário dedicação.

 

Evite dizer a uma pessoa com depressão

1) Anima-se: pode demonstrar incompreensão sobre o estado depressivo;

2) Tens de sair dessa: o estado depressivo é debilitante e contínuo, não passa só porque se quer;

3) Há pessoas que estão em situação pior: comparações com outras pessoas são inúteis. Opte por escutar o que a pessoa tem a dizer;

4) A vida continua: esse tipo de afirmação menospreza o estado depressivo e demonstra que você não o está interessado em ajudar;

5) Todo mundo tem problema: quando diz isso, dá a entender a pessoa que ela escolheu estar infeliz;

6) Sai e divirta-se: sugerir momentos de diversão é válido quando você acompanhar a pessoa nesse momento, incentivando-a a cada pequeno passo;

7) Você é muito manhoso: se a pessoa está assim não é porque ela é fraca, mas porque viveu experiências que a perturba;

8) Vai ficar tudo bem: Quem está deprimido sente que a sua vida não significa nada, em vez de dizer isto, limita-se a escutar;

9) Tens de parar de ter pena de ti próprio: este comentário faz com que a pessoa sinta-se fraca e pior;

10) Toma vitamina que passa: apenas psicólogos e psiquiatras fazem um diagnóstico qualificado e darão norte ao tratamento;

11) Me liga: se quiseres ajudar, tome a iniciativa e ligue. Lembre-se que o depressivo sente-se fragilizado, sem atitudes;

12) A vida é dura: esse tipo de afirmação reforça e agrava os sentimentos negativos da pessoa deprimida;

13) Tens de se esforçar mais: comentários críticos não são construtivos, a recuperação de uma pessoa em depressão é influenciada pela forma como a família/amigos encaram o problema;

14) Já deves estar melhor agora: a impaciência mostra que ninguém realmente entende o que a pessoa deprimida está passando, não coloque prazos à recuperação de uma pessoa;

15) Aprenda a viver com isso: Não! Viver em depressão é estar em um túnel escuro sem luz, não é um problema pra sempre, a depressão tem solução, a melhor coisa que pode fazer é a apoiar a pessoa a procurar um tratamento eficaz para sua perturbação.

Como prevenir a Depressão

 1) Cuide do seu corpo:

  • Exercita-se regularmente;

  • Durma na quantidade certa;

  • Tenha uma dieta saudável;

  • Monitore sua saúde geral;

2) Cuide da sua mente:

  • Não se culpe;

  • Cuide do seu estresse;

  • Mantenha as pessoas que ama por perto;

3) Tenha uma rotina equilibrada:

  • Não carregue muito peso, saiba dizer NÃO quando for preciso;

  • Faça psicoterapia;

  • Autoconhecimento;

  Dicas:

  • Faça uma lista de todas as suas características positivas;

  • Dê apoio para quem está passando com alguma forma de depressão;

  • Cuide do seu estresse;

  • Seja otimista;

  • Não exija demais de você, tentando fazer tudo ao mesmo tempo. Se você não está acostumado com alguma atividade, faça-a progressivamente. As chances do suscesso são maiores quando você progride num ritmo confortável.

  Fonte:

  • wikihow.com

  •  cleuzacanan.com.br, anamariasaad.com.br, epocanegocios.globo.com

  •  epocanegocios.globo.com, saudedomeio.com.br

  •  Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-V)

  •  clinicadamente.com

Psicólogas Hospitalares:

Adriana Rensi dos Santos - CRP 12-03903

Ana Claudia Stolfi Vronski - CRP 12-13879

 



Compartilhe nas redes sociais

Confira outras novidades do portal