Rua Floriano Peixoto, 300
Centro - Blumenau - SC
47. 3321-1000
Busca no site

Especialidades
Serviços

O Hospital Santa Isabel, visando sempre um atendimento completo e adequado a seus pacientes, bem como oferecer a comunidade uma diversidade de serviços abrangentes e atualizados, contempla as seguintes Especialidades Médicas:

Coloproctologia


Coloproctologia é a parte da Gastroenterologia que incide sobre o estudo das doenças do intestino grosso (colon), do reto e ânus.

Etimologicamente:

  • colo: do latim "collon" ou do grego "kólon", significando parte do intestino grosso situada entre o íleo e o reto;
  • procto: do grego "proktó", significando ânus e, por extensão, reto;
  • logia: do grego "lógos", significando ciência, estudo.

Antes conhecida como Proctologia, a especialidade médica passou a ser melhor referida pelo termo Coloproctologia por incluir também o estudo e abordagem terapêutica das doenças do intestino grosso (colon).

Atribui-se a John Arderne (1307 – 1392) a autoria da primeira publicação sobre a Proctologia. Sir Arderne era um cirurgião inglês sendo considerado, por alguns, o pai da Proctologia. Sua publicação mais famosa foi um tratado sobre tratamento de fístula anal.

Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.

 

Setores que atendem nesta especialidade:

Colonoscopia é o exame endoscópico do intestino grosso e porção distal do íleo. É realizado principalmente para detecção de pólipos (tumores benignos), que podem sofrer transformação para malignidade. O exame também detecta cânceres iniciais e faz o diagnóstico de tumores avançados. É utilizado também para o diagnóstico de doença inflamatória intestinal e outras patologias. Além da avaliação da mucosa intestinal e do calibre do órgão, permite a realização de coleta de material para exame histopatológico (biópsia) e a realização de procedimentos como a retirada de pólipos (polipectomia), descompressão de volvo intestinal e a hemostasia de lesões sangrantes.

A Colonoscopia é indicada para:

  • Pessoas acima de 50 anos (prevenção de câncer de cólon e reto);
  • Pessoas acima de 40 anos que tem familiares com câncer de cólon ou reto;
  • Diarreia
  • Prisão de ventre
  • Dor abdominal
  • Sangramento baixo
  • Tumores benigno ou maligno
  • Doenças inflamatórias intestinais (colites)

Somente o profissional médico (Gastroenterologista, coloproctologista e colonoscopista), devidamente treinado e capacitado para utilizarem com segurança o método.

Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.