Rua Floriano Peixoto, 300
Centro - Blumenau - SC
47. 3321-1000
Busca no site

Portal de novidades
Santa Isabel

10 de outubro de 2017

HSI realiza os primeiros transplantes de coração em Santa Catarina

Desde criança a gente desenha um coração quando o pedido é para desenhar um sentimento. Imagine agora o quanto é forte este sentimento para o Leandro, que aos 29 anos ganhou um coração de um doador, através da família que disse SIM a doação.

O primeiro transplante cardíaco deste ano no Estado foi protagonizado pela equipe do Hospital Santa Isabel, no dia 13/09. 

E como se não bastasse tanta emoção, além do Leandro outros dois pacientes também foram transplantados: A Dona Gessi, de 63 anos, no dia 14/09 e o Claudinei Ramos de 33 anos, que veio de São Ludgero no dia 05/10. Nos dois últimos casos, para que o coração chegasse a tempo no hospital, o helicóptero Arcanjo, operado pelo Corpo de Bombeiros de Blumenau e pelo SAMU realizaram o transporte dos órgãos.

Transplantes cardíacos são raros no Estado de SC, segundo o cardiologista Dr. Emerson Varella isso se deve ao fato do avanço na medicina que permite que o paciente faça um tratamento medicamentoso ou utilize outros equipamentos que permitem que o coração funcione por mais tempo. Além disso, outro fator que também é essencial para que o transplante ocorra é o tempo em que o coração pode ser mantido fora do corpo, que é relativamente menor que dos outros órgãos, em torno de 4h a 6 horas apenas.

O Hospital Santa Isabel é pioneiro no Estado com a realização do primeiro transplante cardíaco da história de SC em 2000 e o único que mantém uma equipe transplantadora ativa, somando desde então 36 transplantes, informa o cirurgião chefe do Serviço de Transplante Cardíaco Dr. Frederico Di Giovanni.

Para o Leandro que sofreu um infarto há dois anos com apenas 26 anos, este transplante é sem dúvida uma segunda chance de voltar a ser feliz. Um novo coração que pulsa em seu peito é tudo o que ele precisava para voltar a fazer planos e brincar com o seu filho, pois antes do transplante sentia muitas dores e se movimentava pouco, deixando de ter qualidade de vida.

Para o Dr. Varella tudo é possível quando se quer, o segredo é poder contar com um bom trabalho de equipe, do centro cirúrgico, da clínica, do Governo do Estado através da SC Transplantes, das equipes de logística, do Corpo de Bombeiros e do Samu que juntos garantem o sucesso dos transplantes no Hospital Santa Isabel.

Leandro, Gessi e agora recentemente Claudinei, são histórias de vida, dentre muitas outras, que neste ano tiveram a chance de continuar, graças as famílias sensibilizadas que disseram Sim a Doação de Órgãos. Permanecerão também entrelaçadas na memória de pessoas dedicadas que praticam o trabalho com amor e compaixão no Hospital Santa Isabel. 



Compartilhe nas redes sociais

Confira outras novidades do portal