Rua Floriano Peixoto, 300
Centro - Blumenau - SC
47. 3321-1000
Busca no site

Portal de novidades
Santa Isabel

8 de abril de 2019

Mês de abril quer conscientizar população sobre a Doença de Parkinson

A Doença de Parkinson é uma doença crônica e progressiva do sistema neurológico que geralmente surge a partir dos 55 anos de idade. A principal causa é a morte de células do cérebro, numa região responsável pela produção da dopamina – um neurotransmissor que, entre as funções, está o controle dos movimentos e portanto leva a limitações no dia a dia devido às dificuldades desencadeadas pela lentidão de movimento, associadas a rigidez e/ou tremor e/ou  instabilidade  postural, com risco de tropeções e quedas.

Onze de abril é o Dia Mundial de Conscientização da Doença de Parkinson. Durante todo o mês, ações são realizadas para conscientizar a população a procurar um especialista, quando os primeiros sintomas forem detectados. O Hospital Santa Isabel possui especialistas em neurologia, que auxiliam no tratamento da doença.

Ressalva deva ser feita frente a idade de acometimento - geralmente após os 55 anos, podendo tornar-se mais prevalente inclusive após 65 anos (1% da população acima dos 65 anos possui a Doença de Parkinson). Contudo, a doença pode acometer praticamente todas as idades – em Blumenau, há pacientes com idade entre 30 e 40 anos.

O tratamento da doença é multidisciplinar, onde o médico neurologista, ou até o geriatra, ao avaliar o paciente, dispõem de uma vasta gama de medicamentos que podem ser individualizados à condição de cada um.

Além disso, conforme sintomas de dificuldade da fala e engasgos, a fonoaudiologia pode ajudar; alterações de peso, inapetência e intestino preso, a nutrição pode ajudar; reabilitação de movimentos, tem papel importante o educador físico e o fisioterapeuta; e em momentos de transtorno de adaptação ou transtorno de humor, a presença de um psicólogo pode agregar importante auxílio terapêutico.

Por fim, conforme o avançar da doença e suas complicações motoras, existe ainda terapia cirúrgica através de implante de marcapasso cerebral – disponível no Brasil, além de infusão contínua de levodopa em gel via duodenal (medicação para Parkinson introduzida direto no intestino delgado, por meio de uma sonda que passa da pele da barriga ao estômago e, por fim, ao duodeno), e infusão subcutânea contínua de apomorfina – estes ainda não disponíveis no Brasil.

Nossa missão nesta campanha é conscientizar a população frente a estes temas. Portanto, viemos também divulgar o evento presencial que ocorrerá no Auditório da Biblioteca da FURB, às 14h do sábado, de 13 de abril de 2019, para uma mesa redonda com os mais diversos profissionais da área. Entrada gratuita! Abrace esta causa!

Texto: Gabriel Silva

Arte: Philipe Oliveira



Compartilhe nas redes sociais

Confira outras novidades do portal