Rua Floriano Peixoto, 300
Centro - Blumenau - SC
47. 3321-1000
Busca no site

Hospital Santa Isabel

O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?

Por um cuidado centrado na pessoa!

 O Hospital Santa Isabel acompanhado dos demais profissionais das Casas de Saúde da ACSC são convidados a participar, pela segunda vez da campanha internacional “O que importa para você”? (“What Matters to You?”), ação realizada pelo instituto norte-americano Healthcare Improvement, desde 2010. O objetivo é o de parar de perguntar “Qual o problema”? e estimular conversas mais significativas entre profissionais de saúde e pacientes, aprimorando o cuidado de saúde e a assistência social, ouvindo o paciente e realizando o que realmente importa.

  

Como funciona?

Os profissionais abordam os pacientes, nas Casas de Saúde, e os idosos residentes nas Casas de Assistência Social, perguntam “O que importa para você”? ouvem e em conjunto buscam alternativas para pôr em prática os pedidos.

 

Por que aderir a este movimento?

Para focar naquilo que realmente importa, pois partindo da experiência e das evidências, ter esta atitude pode levar a grandes melhorias. O objetivo é melhorar o cuidado de saúde e a assistência social, por meio de um melhor entendimento das necessidades que realmente importam na vida das pessoas. Esta percepção é crucial para que o profissional de saúde construa uma relação de confiança com o paciente e adeque o cuidado às reais necessidades e anseios daquela pessoa, ajudando-a a seguir em frente.

Veja alguns exemplos de histórias contadas por pacientes que já participaram da campanha:

– “Eu gosto de tomar meu remédio para Alzheimer no mesmo horário que costumo tomar em casa, e não nos horários pré-estabelecidos na rotina do hospital.”

– “ É muito importante que minha neta esteja envolvida em todas as discussões sobre meu cuidado. Ela é a principal pessoa em minha vida.”

– “Ir lá fora importa muito para mim. Quando tenho um dia difícil, estar ao ar livre me ajuda a achar espaço e pensar com mais clareza.”

Quando você tem este tipo de conversa sobre as coisas que realmente importam para as pessoas, isto ajuda o profissional de saúde a fazer seu trabalho de forma mais efetiva e contribui para que a outra pessoa viva a vida que importa de forma mais plena. É um ganha, ganha!

O cuidado centrado na pessoa requer atenção plena às necessidades do paciente. Participar deste movimento é, sem dúvida contribuir com a redução do sofrimento e ser a diferença no cuidado seguro prestado aos nossos pacientes!

Conheça um pouco mais sobre a campanha acessando o Hotsite criado pela ACSC, mantenedora do HSI:

http://www.acsc.org.br/oqueimportaparavoce/



Em breve... Estamos coletando informações para compartilhar com você!

Batata Doce

O paciente, Sr. Dimas de 71 anos, foi transferido do Hospital São José de Criciúma e internou no HSI dia 21/04 para avaliação pré-transplante de coração.

Durante a hospitalização o paciente fez uso de Terapia Nutricional Enteral com uso de sonda nasoenteral por 19 dias. Evoluindo para dieta por via oral e fazendo uso de suplemento nutricional oral por mais 9 dias. No momento em que estava com dieta por via oral comentou à nutricionista Emanuela Ueno que o seu desejo era comer batata doce, e frisou que naquele mesmo dia ainda tinha muita vontade de consumir o alimento.

A nutricionista ponderou sobre o tempo que o Sr. Dimas estava internado (1 mês e 10 dias), o tempo em uso de alimentação enteral – sem poder consumir alimentos por via oral – e que agora com sua melhora poderia estar consumindo esse alimento.  Após 2 dias de sua solicitação, ao almoçar no refeitório (dieta dos colaboradores), Emanuela viu que no cardápio havia batata doce e logo lembrou do paciente.

Após o almoço ela foi visitá-lo e perguntou se ele tinha recebido batata doce no almoço, porém não havia já que não fazia parte do cardápio dos pacientes. Sendo assim, logo que saiu do quarto a nutricionista ligou para a copeira Inês. Explicou o seu pedido que foi prontamente providenciado.

Logo que a nutricionista e a copeira entraram no quarto com a bandeja com batata doce o paciente sorriu e disse: Vocês são uns anjos! Emanuela relatou que isso foi gratificante. Ver a felicidade de um paciente após tanto tempo internado por em um gesto tão pequeno foi emocionante. A nutricionista agradece à copeira Inês que após contar a história do Sr. Dimas, conseguiu de imediato o alimento para servi-lo.

Um Feliz Aniversário inesperado!

A paciente Viviane de 29 anos realizou o primeiro transplante hepático em 2011, o segundo em 2013 e o terceiro em abril de 2016. Há alguns meses foi informada sobre um quadro de rejeição crônica o qual atualmente segue em tratamento. Neste período houve o acompanhamento e sensibilização de toda a equipe, tanto médicos como enfermagem, nutricionista, psicóloga, fisioterapeutas e escrituração.

A Dra. Maíra observou que a paciente estaria fazendo aniversário hospitalizada e solicitou para a nutricionista a possibilidade de conseguir um bolo para comemorar o seu aniversário já que naquele dia ela estava sozinha, sem o esposo e filhos que moram longe. Foi então que a nutricionista Emanuela e a psicóloga Carolina, compraram um cupcake com velinha, alguns docinhos e providenciaram balões para esse momento. A equipe do ambulatório de transplantes providenciou um cartão personalizado e conseguiu coletar assinaturas da equipe interdisciplinar. Tudo foi levado até a enfermaria da unidade com a ajuda da equipe de enfermagem e do setor da Comunicação.

Durante a preparação, a Irmã Francisca e uma voluntária – que estavam cantando e tocando violão no setor da cardiologia – foram convidadas a participar. Com isso o “Parabéns” foi cantado e tocado de forma mais festiva! Além disso, a voluntária tocou outras músicas para alegrar a paciente naquele momento.

Todos se sentiram bem podendo fazer esse gesto de carinho em uma data tão especial para Viviane que no momento estava muito fragilizada. A emoção tomou conta e todos saíram realizados do quarto.

Em atendimento com a psicóloga, seu marido agradeceu muito pela ação da equipe. Pois a família estava bastante frustrada e aborrecida por não ter conseguido vir a Blumenau num dia tão especial para Viviane. Até por conta da própria história de superação que a família vive

A visita de Nina, a cachorrinha de estimação

A paciente Alzira Michelmann, 90 anos, foi internada no Hospital Santa Isabel (SC) após sofrer um Acidente Vascular Cerebral Isquêmico. Ao longo do período de internação, ela foi recuperando a fala, os movimentos, mas a equipe de Enfermagem passou a notar que havia muita tristeza em seu olhar. As enfermeiras traziam revistas, livros, porém, ela logo perdia o interesse. Tudo mudou no dia em que a enfermeira Angélica perguntou à Dona Alzira o que poderia fazer para deixá-la feliz. “Queria tanto ver minha Nina” foi a resposta de Dona Alzira. A equipe inteira se mobilizou para que a paciente pudesse reencontrar Nina, a cachorrinha de estimação de Dona Alzira. Após entrar em contato com os vizinhos da paciente e acertar todos os detalhes, o encontro inesquecível aconteceu na recepção do Hospital, sob os olhares emocionados de médicos, enfermeiros e equipe de higienização. Dona Alzira voltou a sorrir!